quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

[Resenha] Le Chevalier: Arquivos Secretos - A. Z. Cordenonsi e Fred Rubim


Oi, pessoal! Hoje trago a última resenha de 2016, que é bem especial. Mês passado, comentei que queria muito ler a recém lançada HQ Le Chevalier: Arquivos Secretos, com texto de A. Z. Cordenonsi e ilustrações de Fred Rubim. A AVEC Editora, maravilhosa como sempre, me enviou a HQ mesmo com meu atraso homérico para resenhar o que já tenho em casa. Deixo aqui mais uma vez meu agradecimento ao editor Artur Vecchi por não desistir de mim e do The Nerd Bubble! Vamos à sinopse?



A França lidera a Revolução Industrial em um mundo steampunk e o espião Chevalier é o principal agente do Bureau Central de Inteligência e Operações, protegendo o Império Francês contra seus inimigos.
Nas duas histórias recheadas de aventura, espionagem e reviravoltas deste volume, Chevalier e Persa, seu desbocado companheiro, precisam capturar um assassino em série e desbaratar uma conspiração que ameaça todo o delicado equilíbrio político europeu.

Antes de prosseguir, devo avisá-los de que não é necessária a leitura prévia do romance Le Chevalier e a Exposição Universal (cuja resenha tu podes encontrar aqui). Ao longo dessas 64 páginas nos são dadas informações suficientes para entender o contexto em que os personagens estão inseridos e vislumbrar o universo steampunk criado por Cordenonsi. 

Após uma introdução de Enéias Tavares (escritor de A Lição de Anatomia do Temível Dr. Louison, cuja resenha virá em breve também) e Ana Carolina Recalde Gomes (autora da HQ Beladona), temos um breve ficha dos personagens principais - Le Chevalier, Persa, Major Valois, Alexandra e os meus adorados drozdesCom isso, partimos para as duas histórias curtas, mas completas em si, que compõe a HQ. 

A primeira, Le Chevalier e a Besta de Notre-dame, nos traz o mistério que rodeia a morte de vários dos envolvidos na reforma da Catedral parisiense. Trazidos à investigação quase que por acidente, cabe agora ao Cavaleiro sem nome e seu amigo Persa desvendar a identidade deste assassino monstruoso.

A segunda, Le Chevalier Contra o Dínamo Rubro, é dividida em duas partes e conta com a participação de Alexandra, a bela e fatal espiã russa, que traz informações ao agente francês à respeito do misterioso sumiço de um grande cientista após um ataque a Jules Verne, principal responsável pelo avanço científico da França. Uma história ainda com mais ação que a primeira, recheada de referências e conspirações, além de um final que me fez clamar por uma continuação. 
Os personagens, aos quais fomos apresentados em Le Chevalier e a Exposição Universal, mantém aqui suas características mais marcantes e Persa continua sendo meu favorito, com suas exclamações peculiares e sua frustração por Le Chevalier impedi-lo de comer sempre que estão em serviço.

O enredo de ambas historietas é ótimo, assim como o traço de Rubim, que ainda não conhecia. A edição é impecável e, como de costume, a AVEC está de parabéns pelo seu trabalho. Não poderia encerrar essa resenha de outra forma que não recomendando fortemente a leitura de Le Chevalier: Arquivos Mortos tanto aos amantes de quadrinhos quanto àqueles que adoram a prosa, uma vez que esta obra é a união perfeita entre as duas linguagens. 


Onde comprar

Dados técnicos
Formato: 21×28 cm
Páginas: 64 páginas coloridas
Papel: Couché Fosco 170g
Capa:Supremo cartão 300g Prolan brilho
 Editor: Artur Vecchi
Diagramação: Vitor Coelho


Confira o book trailer



Nenhum comentário:

Postar um comentário